Ataque de grupo rebelde mata 9 soldados nas Filipinas

Emboscadas com explosivos atingiram dois caminhões do exército no sul do país

O Estado de S. Paulo,

21 de outubro de 2013 | 15h16

KIDAPAWAN, FILIPINAS - Uma emboscada do grupo rebelde comunista Novo Exército do Povo matou 9 soldados e deixou outros 5 feridos, nesta segunda-feira, 21. Os rebeldes teriam colocado bombas em dois pontos da uma estrada, ao sul do país, afirmaram autoridades.

Segundo o porta-voz do exército, Tenente Nasrulah Sema, aproximadamente 50 rebeldes teriam explodido uma bomba e aberto fogo contra um caminhão do exército na região montanhosa de Tulunan, na província de Cotabato do Norte, matando oito soldados e deixando um ferido. Cerca de uma hora mais tarde, outro veículo de soldados que tentava localizar os rebeldes também foi atingido por uma bomba, causando uma morte e ferindo quatro oficiais..

O militar também condenou o uso de minas terrestres pelos rebeldes, dizendo que esse tipo de armamento coloca em perigo os civis.

Há alguns anos, uma negociação conduzida pela Noruega para encerrar o conflito de 44 anos - um dos mais longos da Ásia - falhou devido a incapacidade de chegar a um acordo em relação as demandas dos rebeldes. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.