Ataque de Israel deixa 5 palestinos feridos em Gaza

Cinco palestinos ficaram feridos hoje por um ataque a tiros israelense enquanto eles tentavam roubar materiais de entulho perto da fronteira norte da Faixa de Gaza com Israel, informaram médicos palestinos. Os militares de Israel disseram que atiraram pois três palestinos se aproximavam da fronteira e não responderam aos tiros de advertência.

AE, Agência Estado

30 de novembro de 2010 | 11h15

Um porta-voz dos serviços médicos do Hamas na Faixa de Gaza, Adham Abu Selmiya, disse que cinco moradores de Gaza na casa dos 20 anos foram atingidos enquanto tentavam pegar materiais de construção em Beit Lahiya, perto da fronteira com Israel.

"A área adjacente à cerca de segurança é uma zona de combate, usada por organizações terroristas para executar ataques contra civis israelenses e soldados e para planejar tentativas de sequestro", disse uma porta-voz das Forças Armadas de Israel. Segundo ela, os soldados primeiro dispararam tiros de advertência, para que os suspeitos se afastassem. Como isso não ocorreu, eles dispararam nos palestinos. Segundo a militar, ela tinha informações apenas sobre três palestinos feridos.

Israel mantém um bloqueio na Faixa de Gaza e impede a entrada de quase todos os materiais de construção, forçando os palestinos a reciclar estruturas destruídas para reconstruir casas, escolas e comércios. O bloqueio israelense foi imposto em 2006, após o sequestro do soldado Gilad Shalit por militantes em Gaza. No ano seguinte, o Hamas tomou o controle do território, expulsando o movimento laico Fatah, mais moderado.

As restrições foram um pouco amenizadas em julho deste ano por causa da pressão internacional, após nove ativistas serem mortos por um comando israelense, em 31 de maio. Os ativistas tentavam levar ajuda humanitária aos habitantes da Faixa de Gaza. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelpalestinosataqueFaixa de Gaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.