Ataque de míssil mata 12 supostos taleban no Paquistão

Casa usada como esconderijo é atingida em região tribal ocupada pelos insurgentes

Agência Estado e Associated Press,

29 de janeiro de 2008 | 08h36

Um míssil atingiu nesta terça-feira, 29, uma casa supostamente usada como esconderijo por militantes islâmicos, matando 12 pessoas em seu interior, disseram autoridades.  O ataque aéreo ocorreu depois da meia-noite em Khushali Torikhel uma vila no Waziristão do Norte, uma região tribal na fronteira com o Afeganistão, afirmaram um oficial de inteligência e uma autoridade do governo. Eles pediram para não ser identificados. "Foi um ataque de míssil", informou o oficial de inteligência. As vítimas, segundo ele, era "taleban locais". Nem o governo ou militares quiseram comentar imediatamente o ataque em Khushali Torikhel, cerca de 70 km a leste da fronteira afegã. Insurgentes islâmicos têm intensificado ataques contra tropas do governo nas montanhosas regiões tribais, onde a presença do Estado é precária. O governo freqüentemente recorre a ataques aéreos em áreas onde suas forças terrestres e artilharia não conseguem alcançar. Alguns recentes ataques aéreos na fronteira teriam sido lançados por aviões não tripulados americanos vindos do Afeganistão, alvejando supostos líderes da Al-Qaeda.  A crescente violência na região tem contribuído para a impopularidade do presidente Pervez Musharraf, que retornou nesta terça de uma giro pela Europa.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.