Ataque deixa 12 policiais 'desaparecidos' na Nigéria

Homens armados emboscaram policiais no delta da Nigéria, rico em petróleo, e deixaram 12 "desaparecidos", disse Alex Akhigbe, porta-voz da corporação no Estado de Bayelsa. Ele afirmou que o ataque ocorreu nesta sexta-feira (5) perto de Azuzama, onde os policiais estavam em uma missão especial não especificada.

Agência Estado

06 de abril de 2013 | 19h57

Akhigbe disse que o barco das vítimas quebrou e os militantes os emboscaram nos córregos sinuosos do Estado. Este foi o primeiro grande ataque na região, depois de meses de relativa calmaria. O porta-voz se recusou a dizer se as autoridades acreditavam que os policiais haviam morrido.

Militantes e grupos criminosos lançaram uma intensa campanha de bombardeios em gasodutos e sequestro de trabalhadores estrangeiros em 2006. Três anos depois, entretanto, muitos desistiram de suas armas como parte de um programa de anistia patrocinado pelo governo. Ainda assim, a violência esporádica continua, com o roubo de petróleo dos gasodutos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Nigériaataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.