Omar Sobhani/Reuters
Omar Sobhani/Reuters

Ataque do Taleban a ônibus militar deixa 6 mortos em Cabul

Suicida também feriu dez pessoas, entre militares e civis, no ato contra um micro-ônibus que pertencia ao exército afegão 

Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2014 | 12h49

Um suicida matou seis soldados afegãos durante um ataque contra um micro-ônibus militar nesta quinta-feira. Foi a primeira ação terrorista na capital, Cabul, em mais de uma semana, informaram autoridades.

Dez pessoas ficaram feridas, afirmou Farid Afzali, chefe da divisão de investigação criminal da polícia de Cabul. Segundo ele, há civis entre os feridos, mas Afzali não forneceu mais detalhes.

O ataque aconteceu numa movimentada rua do leste da cidade, durante o horário de pico da manhã.

"O suicida estava a pé", disse Hashmat Stanikzai, porta-voz da chefia de polícia da capital.

O Taleban assumiu a responsabilidade pelo ataque. Nas últimas semanas, os insurgentes têm atacado alvos militares, diplomáticos e estrangeiros no interior e ao redor de Cabul, numa aparente tática para conseguir mais publicidade. 

Um ataque com avião teleguiado (drone) contra a província de Parwan, norte do país, matou quatro insurgentes, dentre eles um juiz do Taleban, e cinco civis, na noite de quarta-feira. As mortes provocaram protestos dos moradores locais, informou o governador provincial Abdul Basir Salangi Said. Os civis estavam próximos dos insurgentes no momento do ataque, afirmou ele.

Ataque adolescente

O ministro do Interior em exercício Mohammad Ayoub Salangi disse que um suicida adolescente de 16 anos atacou uma escola secundária da capital, matando pelo menos uma pessoa e ferindo 15. Segundo ele, a ação aconteceu nesta quinta-feira na escola secundária Esteqlal, uma das mais antigas e prestigiadas do Afeganistão. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.