Reuters
Reuters

Ataque do Taleban contra base no Afeganistão foi 'bem coordenado', diz Otan

Organização inmformou a perda de seis caças e afirmou que agressores usavam uniformes do Exército dos EUA

EFE,

16 de setembro de 2012 | 07h27

CABUL - A missão da Otan no Afeganistão (Isaf) reconheceu neste domingo, 16, que perdeu seis caças no do ataque Taleban na sexta-feira contra a base de Camp Bastion, onde está o príncipe Harry da Inglaterra.

"Seis caças AV-8B Harrier ficaram destruídos e dois sofreram danos significativos. Três postos de carga de combustível também ficaram destruídos e seis hangares sofreram alguns danos", explicou a organização militar em comunicado.

Segundo a Isaf, o ataque começou na sexta-feira à noite e que foi "bem coordenado, com pelo menos 15 agressores, que se organizaram em três equipes e conseguiram penetrar no perímetro da base em um ponto. Estavam bem equipados e treinados. Vestiam uniformes do Exército dos EUA e portavam rifles automáticos, lança-granadas e coletes explosivos".

De acordo com a versão oficial, as tropas internacionais mataram 14 insurgentes e feriram outro que foi detido, enquanto em seu grupo morreram dois soldados e nove pessoas - oito militares e um civil - sofreram ferimentos.

A base Camp Bastion, defendida por militares britânicos e dos EUA, fica no distrito de Washer, na conflituosa província de Helmand, uma das fortificações dos insurgentes, que atribuíram a ação a uma "vingança" pelo vídeo que parodia Maomé.

De acordo com a imprensa britânica, o príncipe Harry saiu ileso do ataque.

Tudo o que sabemos sobre:
MaoméTalebanAfeganistãoCamp Bastion

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.