Ihsanullah Mahjoor/AP
Ihsanullah Mahjoor/AP

Ataque do Taleban deixa 11 policiais mortos no Afeganistão

Quartel atacado é o responsável pela organização policial em quatro províncias

O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2017 | 04h03

CABUL - Pelo menos 11 policiais foram mortos e dezenas ficaram feridos quando seis atiradores e um homem-bomba atacaram um quartel da polícia na Província de Paktia, no leste do Afeganistão, neste domingo, 18. As forças de segurança do país levaram a maior parte do dia para matar os últimos atiradores, que se entrincheiraram em uma cozinha no complexo, de acordo com a polícia. 

O vice-governador da província, Abdul Wali Sahi, disse que os insurgentes detonaram uma bomba na entrada do quartel regional da polícia em Gardiz, capital de Paktia, para abrir caminho a outros atacantes. Há 15 feridos, incluindo civis, que foram levados para o hospital.

O porta-voz dos taleban, Zabihullah Mujahid, reivindicou a autoria do ataque, num comunicado difundido por e-mail, em que afirmou que mataram dezenas de polícias. 

Nos últimos dois anos e meio, o governo do Afeganistão perdeu terreno para os talibãs até controlar apenas 57% do país, segundo um inspetor-geral para a Reconstrução do Afeganistão do Congresso dos Estados Unidos.

Segundo dados da mesma fonte, entre janeiro e novembro de 2016, pelo menos 6.785 membros das forças de segurança afegãs morreram e outros 11.777 ficaram feridos. / EFE e REUTERS

 

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.