Ataque dos EUA mata oito militantes no Paquistão

Avião não tripulado disparou dois mísseis sobre uma casa na cidade de Hassokhel

AE, Agência Estado

24 Maio 2012 | 11h09

MIRANSHAH, PAQUISTÃO - Uma ofensiva dos EUA com avião não tripulado matou oito militantes em um reduto do Taleban no cinturão tribal do Paquistão, elevando o número de vítimas desses ataques para 12 em apenas dois dias, disseram autoridades do país.

Veja também:

linkHomens armados matam nove pessoas em comício no Paquistão

linkMédico paquistanês é condenado por ajudar CIA a achar Bin Laden

"O avião não tripulado disparou dois mísseis sobre uma casa na cidade de Hassokhel", 25 quilômetros a leste de Miranshah, a principal cidade no Waziristão do Norte, disse um militar. "Pelo menos oito militantes morreram", afirmou um alto oficial militar em Peshawar, a principal cidade da província de Khyber Pakhtunkhwa. Outros dois funcionários confirmaram que o total de óbitos.

Washington considera o cinturão tribal do noroeste semiautônomo do Paquistão, na fronteira com o Afeganistão, o principal hub de militantes do Taleban e da Al-Qaeda que planejam ataques contra o Ocidente e o Afeganistão.

O Waziristão do Norte é um reduto do Taleban e da rede Haqqani - insurgentes afegãos responsáveis por uma série de ataques a alvos ocidentais em Cabul.

As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Paquistão EUA ofensiva militantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.