Ataque dos EUA mata três militantes no Paquistão

Dois mísseis dos Estados Unidos mataram pelo menos três militantes hoje no Waziristão do Norte paquistanês, perto da fronteira afegã. A informação foi divulgada por funcionários de segurança do Paquistão.

AE, Agência Estado

15 de outubro de 2010 | 11h43

Dois mísseis foram disparados na vila de Machi Khel, cerca de 30 quilômetros a leste de Miranshah, principal cidade do distrito, considerada a principal área de concentração do Taleban e da Al-Qaeda no Paquistão.

Segundo os funcionários locais, o ataque ocorreu na mesma área em Mir Ali onde foram mortos cinco alemães, em um atentado com um avião não tripulado dos EUA no dia 4. As fontes, que pediram anonimato, disseram que o alvo do ataque foi um veículo. Além disso, uma casa também ficou destruída no ataque.

O primeiro-ministro paquistanês, Yousaf Raza Gilani, qualificou nesta semana esses ataques como "contraproducentes". Os EUA não confirmam os ataques publicamente, mas funcionários de Washington já disseram, pedindo anonimato, que essas ações são eficientes e mataram várias lideranças rebeldes. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoEUAataquemilitantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.