Ataque dos EUA ou de Israel ao Irã "seria estupidez", diz ministro

O ministro iraniano da Defesa, o general Mostafa Mohammad Najjar, disse que "seria uma estupidez" um ataque de Israel ou dos Estados Unidos contra as instalações nucleares do Irã, e convidou os países vizinhos a assinarem "acordos de não-agressão" com a República Islâmica.Em entrevista ao jornal Hamshari, publicada neste domingo, Najjar declarou que seu país "é contra qualquer confronto militar", mas advertiu: "Se atacarem nossas instalações nucleares, reagiremos com contundência".Suas declarações foram publicadas enquanto as manobras iniciadas neste sábado pelas Forças Armadas iranianas continuam. Estas operações são, segundo as autoridades, as mais importantes dos últimos anos. Durante o exercício, serão testadas novas armas de fabricação nacional.Neste domingo, as tropas testaram "com sucesso" um míssil chamado Saeghe que, segundo a televisão estatal, tem raio de ação entre 80 e 250 quilômetros e pode ser lançado também a partir do mar.O ministro da Defesa considerou necessário que os países da região do Golfo Pérsico assinem um acordo de cooperação para manter a segurança da região. "Estamos dispostos a realizar manobras militares com os países da região", disse Najjar, insistindo que Teerã também estará disposto a assinar "acordos de não-agressão" com seus vizinhos, em aparente referência às monarquias árabes do Golfo Pérsico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.