Ataque em reduto do Hezbollah em Beirute deixa 4 mortos

Quatro pessoas foram mortas e 35 ficaram feridas nesta terça-feira após uma explosão de um carro-bomba num bairro xiita do sul de Beirute que é considerado um reduto do Hezbollah, informou Ayad al-Monzer, diretor de comunicação da Cruz Vermelha.

Agência Estado

21 de janeiro de 2014 | 10h05

Recentemente, o Líbano tem registrado uma série de ataques, na medida em que a guerra civil na Síria transborda para o país vizinho. A situação elevou as tensões sectárias em território libanês. Acredita-se que os ataques sejam retaliações ao Hezbollah, grupo paramilitar xiita libanês que luta ao lado das tropas do presidente Bashar Assad na guerra civil síria.

Milhares de pessoas se dirigiram para o bairro de Haret Hreik após a explosão, segundo imagens transmitidas pela a emissora de televisão Al-Manar, de propriedade do Hezbollah.

A Frente Al-Nusra no Líbano, que seria ligada à Al-Qaeda, assumiu a autoria do ataque desta terça-feira. "Com a ajuda de Deus todo poderoso respondemos aos massacres realizados pelo partido do Irã (o Hezbollah)...com uma operação de martírio em seu quintal nos subúrbios ao sul (de Beirute)", disse o grupo em comunicado postado em sua conta no Twitter. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbanoviolênciaHezbollah

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.