Ataque em templo hindu deixa 23 mortos na Índia

Pistoleiros fortemente armados tomaram hoje um templo hindu no oeste da Índia e mataram pelo menos 23 pessoas, informou o vice-primeiro-ministro indiano Lal K. Advani. Outras 40 pessoas ficaram feridas no ataque, ocorrido na cidade de Gandhinagar, no Estado de Gujarat. "Vinte e três pessoas estão mortas, incluindo seis mulheres e quatro crianças", disse Advani. "Os terroristas continuam dentro (do templo), no telhado do amplo complexo". De acordo com o vice-premier, cerca de 500 fiéis foram retirados do local.Não ficou imediatamente claro se os atacantes estão ligados às guerrilhas islâmicas que ameaçaram sabotar os eleições no Estado de Jammu-Caxemira, no norte da Índia. Gujarat foi também cenário de vários conflitos religiosos no início deste ano. Nenhum grupo assumiu a autoria do atentado até o momento. "Vi cinco homens armados dentro (do templo)", disse Balwant Shukwant Patel, de 25 anos, que estava entre cerca de 65 pessoas que foram resgatadas por forças de segurança depois do início dos disparos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.