Ataque foi "ação isolada de terrorismo", diz a Síria

Autoridades sírias disseram que o misterioso ataque que ontem causou a morte de quatro pessoas em Damasco foi um "ato isolado de terrorismo", rapidamente controlado. A violência registrada na terça-feira foi um dos piores casos ocorridos dentro da Síria desde a década de 80, quando o governo reprimiu uma insurgência islâmica.O último ataque grave contra a Síria ocorreu na véspera do Natal de 1997, quando uma explosão deixou 11 mortos e 40 feridos em uma estação rodoviária. Na época, o governo sírio culpou Israel pelo atentado.De acordo com as autoridades locais, nesta terça-feira quatro homens armados detonaram uma bomba deixada sob um carro no setor diplomático da capital síria antes de abrir fogo e lançar granadas contra forças de segurança. Segundo o governo, dois militantes, um policial e um civil morreram na ação. Os outros dois supostos militantes ficaram gravemente feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.