Ataque israelense mata 2 supostos militantes em Gaza

Um ataque israelense contra um carro, perto de um parque lotado no centro de Gaza, matou dois supostos militantes nesta quinta-feira. Trata-se do segundo ataque deste tipo nesta semana após um período de relativa calma ao longo da fronteira entre Gaza e Israel.

AE, Agência Estado

08 de dezembro de 2011 | 12h10

Ações similares já deram início a confrontos maiores no passado entre Israel e o Hamas, que governa Gaza. Após o ataque desta quinta-feira, o Exército de Israel alegou que os dois homens que estavam no carro haviam planejado se infiltrar em Israel para atacar soltados e civis, mas não deu mais detalhes.

Os militares afirmaram que um dos militantes esteve envolvido em ataques suicidas realizados em Israel cinco anos atrás, que mataram civis israelenses. O Exército identificou o outro homem como seu sobrinho e integrante do braço militar do Hamas.

O carro estava perto de um parque lotado no centro de Gaza quando foi atingido. O míssil provocou uma explosão que transformou o carro numa bola de fogo.

Cinco pedestres também ficaram feridos, disse Adham Abu Salima, funcionário do Ministério da Saúde de Gaza. Ihab Ghussein, porta-voz do Ministério da Saúde, disse que o ataque aéreo foi "um crime injustificável cometido numa área populosa e é parte da intensificação das medidas contra a Faixa de Gaza".

Israel costuma atacar veículos com pessoas suspeitas de serem militantes. Uma dessas ações, realizada na manhã de quarta-feira, matou um militante e deixou dois feridos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelpalestinosGazaataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.