Ataque mata pelo menos 14 oposicionistas em Bangladesh

Pelo menos 14 pessoas morreram e cerca de 300 ficaram feridas com a explosão de várias bombas em Dhaka, capital de Bangladesh. Segundo informações de testemunhas e da imprensa, as explosões ocorreram durante uma manifestação realizada pela oposição e no momento em que a líder Sheij Hasina discursava sobre um caminhão em frente à sede do partido Liga Awami, no centro da cidade.Sheij Hasina escapou ilesa, segundo o seu partido. No momento, havia cerca de 15.000 pessoas na manifestação. Entre os feridos, há muitos em estado crítico, o que pode aumentar o número de mortos, disseram médicos do sistema de saúde. Segundo eles, outro membro da oposição, Ivy Rahman, perdeu suas pernas durante o atentado. Ninguém ainda assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas segundo o secretário geral da liga, Abdul Jalil, o alvo principal era a líder Sheij Hasina. Partidários da oposição revoltados incendiaram dezenas de carros que passavam pelo local, em protesto contra o ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.