Ataque matou 2 pessoas e feriu 20 no Iraque

Os primeiros ataques aéreos do Ocidente contra a capital do Iraque, ontem, em pouco mais de dois anos deixaram dois mortos e 20 feridos, segundo a imprensa oficial iraquiana. O porta-voz do Pentágono, David Gai, não quis comentar a informação. Segundo a notícia, que teria como fontes funcionários do governo do Iraque, morreram no ataque um homem e uma mulher. De acordo com o ministro da Saúde iraquiano, Salud Omed Medhat Mubarak, entre os feridos haviam crianças, mulheres e idosos, "alguns em estado crítico".O ataque marcou a primeira ação militar do novo presidente americano, George W. Bush, que o qualificou como uma "missão de rotina". O Pentágono explicou que a ação tinha o objetivo de destruir cinco alvos militares em torno de Bagdá, que ofereciam perigo às patrulhas aéreas dos EUA e Inglaterra que vigiam as zonas de exclusão ao norte e sul do Iraque. As zonas de exclusão aérea foram impostas depois da Guerra do Golfo, 1991, quando acabou a ocupação do Iraque no Kuwait.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.