Ataque não vai interromper processo de paz, diz Karzai

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, declarou neste sábado que seu governo continua disposto a iniciar conversações como o Taleban. A declaração reduziu os temores de que um ataque realizado pelo grupo contra o palácio presidencial no início desta semana pudesse prejudicar o nascente processo de paz no país.

AE, Agência Estado

29 Junho 2013 | 17h21

Em coletiva de imprensa conjunta em Cabul com o primeiro-ministro britânico David Cameron, que fez uma visita surpresa ao país, ele pediu ao grupo militante que volte à mesa de negociação. Karzai considerou o ataque como "insignificante" e disse que ele não vai impedir seu governo de buscar a paz.

O Taleban mostrou sua disposição em iniciar negociações de paz com os governos dos Estados Unidos e do Afeganistão e abriu um escritório no Catar pouco mais de uma semana atrás. Apesar disso, o grupo não renunciou à violência e tem realizado ataques em todo o território afegão. Com informações da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
AfeganistãoTalebanKarzai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.