Ataque no Iraque mata 20 e deixa 90 feridos, diz polícia

Um atentado hoje nas proximidades da cidade sagrada de Kerbala, no centro do Iraque, matou pelo menos 20 fiéis xiitas, segundo funcionários do país. O ataque foi realizado com uma bomba, que estava em uma motocicleta. Os agentes de segurança afirmaram que pelo menos 90 pessoas se feriram na explosão. Um funcionário do setor de saúde citou 116 feridos, entre eles havia pelo menos uma mulher e três crianças.

AE-AP, Agencia Estado

03 de fevereiro de 2010 | 08h53

O ataque foi o mais recente de uma série ocorrida nesta semana contra peregrinos que seguem para Kerbala, a 110 quilômetros de Bagdá, a fim de marcar uma celebração religiosa xiita. As explosões ampliam o temor de que haja mais ações realizadas por insurgentes sunitas até o fim da peregrinação, nesta sexta-feira.

As vítimas viajavam a pé de Hilla, na província de Babil, para Kerbala, a fim de participar dos rituais xiitas do Arbaeen, parte do calendário religioso xiita. Os rituais ocorrem 40 dias após a Ashura, que é a comemoração do martírio do Imã Hussein bin Ali, neto do profeta Maomé, em 680 d.C.

Dezenas de milhares de xiitas, incluindo muitos do vizinho Irã, seguem anualmente até Arbaeen para visitar a mesquita do Imã Hussein, em Kerbala. O local é considerado um dos lugares mais sagrados para os muçulmanos xiitas. Com informações da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentadomortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.