Ataque no Iraque mata cinco pessoas e 30 ficam feridas

Duas explosões mataram cinco pessoas e deixaram mais de 30 feridas no Iraque neste sábado, segundo autoridades locais, no mais novo lembrete de que a violência e a instabilidade ainda existem no país enquanto as tropas dos Estados Unidos se preparam para partir.

AE, Agência Estado

16 de julho de 2011 | 10h38

A primeira bomba explodiu perto de peregrinos xiitas que se dirigiam à cidade sagrada de Karbala nesta manhã, matando duas pessoas e ferindo 26. Milhões de peregrinos vão à cidade várias vezes por ano e frequentemente são alvos de insurgentes que tentam alimentar a violência sectária. Em Bagdá, uma bomba em um micro-ônibus estacionado do lado de fora de um restaurante matou três pessoas que passavam pelo local e feriu outras 9.

Com o Iraque ainda sendo palco de ampla violência, os governos do país e dos Estados Unidos estão considerando manter ali cerca de 10 mil homens das tropas norte-americanas além do prazo de retirada, no fim deste ano. Na noite de sexta-feira, o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, repetiu seu pedido para que um pequeno número de militares dos Estados Unidos fiquem e ajudem a treinar as forças de segurança do país. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueexplosõesbombaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.