Ataque perto da Otan mata pelo menos 6 em Cabul

Um adolescente suicida se explodiu hoje do lado de fora da sede da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Cabul, no Afeganistão, deixando pelo menos seis civis mortos, informaram autoridades. O Taleban reivindicou a autoria do ataque, que foi o último de uma série de atentados insurgentes na capital afegã visando a enfraquecer uma campanha de meses da coalizão liderada pelos Estados Unidos.

AE, Agência Estado

08 de setembro de 2012 | 12h17

Enquanto os bombardeios e tiroteios em outros lugares no país muitas vezes recebam atenção relativamente pequena, os ataques em Cabul servem de pontos de propaganda para os insurgentes ao lançar dúvidas sobre a capacidade do governo para garantir a segurança até na sede do poder. Os atentados também visam a minar a pretensão da Otan de melhorar a segurança antes da retirada planejada das tropas estrangeiras até o fim de 2014.

A bomba explodiu pouco antes do meio-dia do sábado em frente à sede da Otan, em uma rua que liga a as instalações da coalizão às embaixadas dos Estados Unidos e da Itália, a uma grande base militar dos Estados Unidos e ao Ministério de Defesa do Afeganistão.

A Otan e a polícia informaram que todos os mortos eram afegãos, e o Ministério de Interior do país comunicou que alguns eram crianças de rua. A polícia local disse em comunicado que o rapaz que realizou o ataque tinha 14 anos de idade. Segundo o porta-voz da coalizão, o alemão Brigadeiro-General Gunter Katz, não houve baixas entre membros da coalizão. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTÃOATAQUEOTAN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.