Ataque pode ter matado nove no Paquistão

Segundo televisão, ataque pode ter sido feito por aviões não-tripulados dos EUA

Efe

14 de setembro de 2010 | 03h44

ISLAMABAD - Pelo menos nove pessoas morreram e várias ficaram feridas em novo ataque com mísseis supostamente realizado por um avião não-tripulado dos Estados Unidos na região tribal paquistanesa do Waziristão do Norte, informou canal Geo TV.

De acordo com esta versão, pelo menos três mísseis impactaram contra uma casa supostamente ocupada por insurgentes, na zona de Shawal, na fronteira com o Afeganistão.

O canal privado Express TV, que também não especificou suas fontes, elevou o número de falecidos a 12.

Os ataques de aviões não tripulados dos EUA nas regiões tribais fronteiriças com o Afeganistão acontecem cada vez com mais frequência no Waziristão do Norte: já são cerca de 10 neste mês.

Esta demarcação, na qual buscam refúgio membros da rede Al Qaeda e facções talebans tanto afegãs como paquistanesas, é a única do cinto tribal que não foi alvo de uma operação militar do exército paquistanês contra a insurgência nos últimos dois anos, apesar da pressão dos EUA.

O governo paquistanês rejeita em público estes ataques, enquanto os EUA não fazem comentários sobre eles, apesar de o programa estar sendo desenvolvido há anos e a imprensa fazer cobertura das ações.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistão, ataque, avião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.