Ataque rebelde deixa 56 mortos no norte de Uganda

Rebeldes atacaram um campo de refugiados no norte de Uganda na madrugada desta quinta-feira, matando 54 civis e dois soldados, disse um missionário. Um porta-voz do Exército de Uganda confirmou que rebeldes ligados ao grupo Exército de Resistência do Senhor atacaram o campo de Abia, 300 quilômetros ao norte de Kampala.O tenente Chris Magezi disse que os rebeldes mataram pelo menos 20 pessoas enquanto "dezenas de outras" ficaram gravemente feridas.Sem muito contato com o mundo externo, membros do grupo armado não foram encontrados para comentar o episódio. Os rebeldes lutam há 17 anos para derrubar o presidente Yoweri Museveni, mas costumam atacar civis para roubar comida e seqüestrar crianças, para uso como combatentes ou concubinas.O reverendo Sebath Ayele disse à Associated Press, por telefone, que visitou o campo de Abia, onde 10.000 civis vivem devido à guerra na região norte de Uganda. Segundo ele, 46 pessoas morreram no local, oito faleceram em um hospital próximo e mais de 70 outras ficaram feridas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.