Ataque suicida a igreja na Nigéria deixa ao menos 11 mortos

Episódio ocorre após anúncio de doação de US$ 1,8 mi para quem lever à prisão membros de seita radical islâmica

EQUIPE AE, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 16h21

LAGOS - A explosão de dois carros-bomba em uma igreja protestante na Nigéria deixou pelo menos 11 mortos e cerca de 30 feridos na cidade de Jaji, no centro norte do país, neste domingo, 25, informam autoridades locais.

"A maioria das vítimas era da comunidade religiosa da igreja de Santo André. Os feridos foram encaminhados a hospitais com vários graus de lesões", disse o general Bola Koleosho, porta-voz do exército nacional.

Não houve reivindicações imediatas pela responsabilidade do incidente, mas uma seita islâmica radical conhecida como Boko Haram vem atacando instituições nigerianas.

Este novo ataque acontece dois dias depois do anúncio de uma doação de US$ 1,8 milhão para financiar recompensas para informações que levem à prisão de membros da Boko Haram.

A cidade de Jaji é um alvo simbólico, já que é sede de um comando local das Forças Armadas e de uma importante academia militar. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
NigériaIgrejaataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.