Ataque suicida contra polícia paquistanesa mata 22

Um homem-bomba lançou-senesta quinta-feira contra um grupo de policiais do lado de forade um tribunal da cidade paquistanesa de Lahore e matou 22pessoas, policiais em sua maioria. "A maior parte das vítimas é de policiais. Foi um ataquesuicida", afirmou uma autoridade da cidade. De acordo com ela,60 pessoas ficaram feridas. O Paquistão tem vivido uma onda de ataques a bomba, muitosdos quais contra membros das forças de segurança. Mas Lahoreainda não havia sido palco de nenhum. O chefe de polícia Malik Mohammad Iqbal afirmou à TV Geoque apenas um dos mortos não era policial. Eles estavam do ladode fora da corte no centro da cidade antecipando-se a umprotesto de advogados, disse ele. Segundo o guarda Jameel Ahmed, o agressor era um homem decerca de 25 anos, que chegou ao tribunal de motocicleta. "Eles estacionou, se dirigiu aos policiais e explodiu",contou. Centenas de pessoas foram mortas por explosões suicidas noPaquistão nos últimos meses. Em 27 de dezembro, a líderoposicionista e ex-premiê Benazir Bhutto morreu durante umataque com tiros e bombas quando deixava um comício na cidadede Rawalpindi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.