Ataque suicida deixa 2 mortos e 19 feridos na Índia

Um terrorista suicida lançou seu carro contra um caminhão paramilitar nesta terça-feira na cidade de Srinagar, a capital da Caxemira indiana, matando um soldado e deixando 19 feridos, segundo informações da polícia do estado. Entre os feridos estão 16 paramilitares das Forças de Segurança de Fronteiras, afirmou o policial Dilip Singh. O ataque aconteceu um dia antes da chegada do primeiro-ministro da Índia à região para negociações de paz.O veículo explodiu na estrada que leva ao aeroporto da cidade, apesar do forte esquema de segurança montado para receber o premier Manmohan Singh.Um esquema de segurança sem precedentes foi estabelecido em Srinagar, com centenas de solados revistando os moradores e intensificando os bloqueios nas estradas. O suicida recusou-se a parar em um desses bloqueios e lançou seu carro contra um caminhão em um comboio que se dirigia para um acampamento militar. A explosão foi tão poderosa que pode ser ouvida a quatro quilômetros de distância. Um homem, que se identificou como membro do grupo militante Hezb-ul Mujahedin, o maior do Estado da Caxemira, afirmou em uma ligação a um dos jornais da cidade que o rebelde que realizou o ataque pertence à milícia. Ataques de rebeldes islâmicos têm se intensificado na Caxemira. No domingo, uma audaciosa ação na qual militantes disfarçados de policiais lançaram granadas em um comício político em Srinagar deixou cinco mortos e 20 feridos. A insurgência separatista contra o governo indiano já matou mais de 67 mil pessoas desde 1989.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.