Ataque suicida deixa 2 policiais mortos no Afeganistão

Pelo menos dois policiais foram mortos e um ficou ferido nesta terça-feira após um grupo de homens-bomba invadir um prédio do governo no sudeste do Afeganistão, informou o Ministério do Interior. O grupo, formado por quatro suicidas, atacou o prédio da diretoria de comunicação em Sharana, capital da província de Paktika, segundo o comunicado da pasta.

AE, Agência Estado

10 de janeiro de 2012 | 12h52

Em meio ao tiroteio que se seguiu, "dois policiais foram mortos e um ficou ferido", e dois agressores também foram mortos, disse o comunicado. "A Polícia Nacional Afegã segue trocando tiros com os demais suspeitos."

Os agressores primeiro mataram um policial no portão de entrada antes de tomar o controle do prédio, afirmou o porta-voz provincial de Paktika, Mokhlis Afghan. Um suspeito foi morto na troca de tiros com a polícia no mesmo local e outro se explodiu mais tarde dentro do edifício, matando mais um policial, acrescentou o porta-voz.

O governador da província, Muhibullah Samim, disse que os suspeitos tinham como alvo um escritório de inteligência próximo ao prédio que eles haviam controlado. A polícia cercou o edifício e um terceiro suspeito foi morto, acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoataquepoliciais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.