Ataque suicida deixa 21 mortos no Paquistão

Um homem-bomba detonou seus explosivos do lado de fora de uma mesquita xiita no noroeste do Paquistão, no momento que os fiéis deixavam as orações nesta sexta-feira, matando pelo menos 21 pessoas e ferindo outras 36, disse a polícia local.

AE, Agência Estado

01 de fevereiro de 2013 | 09h57

Os muçulmanos xiitas no Paquistão têm sido alvo cada vez mais de sunitas radicais, que os consideram hereges, e 2012 foi o ano mais sangrento para a facção minoritária na história do país.

O ataque ocorreu na cidade Hangu, na Província de Khyber Pakhtunkhwa, que já registrou confrontos no passado entre comunidades sunitas e xiitas que vivem na região.

O homem-bomba realizou o ataque em uma das saídas da mesquita que levava a um bazar,

disse o chefe de polícia de Hangu, Mohammad Saeed Mian. Um policial que estava guardando a mesquita morreu e outro foi ferido no atentado, acrescentou. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.