Ataque suicida deixa nove feridos no Paquistão

Nove pessoas ficaram feridas hoje após um ataque suicida contra um comboio que transportava um ministro da instável província paquistanesa do Baluquistão. O ministro Nawab Muhammad Aslam Khan Raisani não sofreu ferimentos.

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2010 | 17h08

O atacante detonou os explosivos enquanto o comboio passava pelas ruas de Quetta, capital do Baluquistão, disse o policial Abid Hussain. A explosão atingiu o veículo no qual estavam policiais, cinco dos quais ficaram feridos. A explosão também feriu quatro pedestres. O ministro estava num outro veículo, que não foi afetado pela explosão, disse Hussain.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo ataque. Há décadas o Baluquistão sofre com a insurgência nacionalista. Grupos opositores reclamam mais autonomia e a repartição dos lucros dos recursos naturais na província do sudoeste do país. Acredita-se que a província abrigue vários líderes do Taleban, dentre eles o mulá Mohammad Omar, líder espiritual do grupo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
terrorismoataquePaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.