Ataque suicida deixa três mortos em Damasco

Pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas ontem em um atentado a bomba em uma zona residencial do bairro de Ruknedine, em Damasco, na Síria, informou a agência de notícias oficial Sana, acrescentando que o número de vítimas pode aumentar.

O Estado de S.Paulo

27 de março de 2013 | 02h06

O suicida usou um micro-ônibus no ataque, que deixou vários prédios foram danificados. O atentado foi confirmado por grupos de ativistas, como a rede Sham e o Observatório Sírio de Direitos Humanos. Eles afirmaram que a explosão ocorreu perto de um edifício governamental e entre as vítimas há civis e militares. A TV estatal síria informou que o edifício afetado era um centro de fornecimento do Exército e o micro-ônibus levava uma grande carga de explosivos.

Damasco foi a cidade síria mais afetada por ataques com carros-bomba desde o início da rebelião, em março de 2011, e alguns dos atentados foram reivindicados pela extremista Frente al-Nusra. Outras zonas da capital foram atingidas por bombas lançadas pelos rebeldes, especialmente o bairro de Baramkeh. Esses ataques coincidem com o anúncio de que o Exército de Bashar Assad retomou o controle completo do bairro de Baba Amr, um dos mais castigados da cidade de Homs, depois que os rebeldes conseguiram dominar algumas áreas. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.