Ataque suicida do Taleban mata 75 no Paquistão

Dois suicidas detonaram explosivos do parte de fora de uma igreja histórica cristã no noroeste do Paquistão neste domingo, deixando 75 mortos. Este é o mais violento ataque no país de minoria cristã. Um braço do grupo militante extremista Taleban no Paquistão assumiu a responsabilidade pelo ataque na cidade de Peshawar, prometendo atingir outros alvos não muçulmanos até que os Estados Unidos interrompam os ataques por drones, aviões não tripulados, em regiões tribais remotas.

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2013 | 16h25

O mais recente ataque por drone conduzido aconteceu domingo, quando mísseis atingiram dois complexos na região tribal de Waziristan do Norte, deixando seus supostos militantes mortos, afirmaram oficiais da inteligência do Paquistão.

O ataque na igreja de Todos os Santos, que também deixou 110 pessoas feridas, mostra a pressão que os talebans paquistaneses no momento em que o governo busca um acordo de paz com esses militantes. O atentado deve intensificar as críticas daqueles que dizem ser um erro negociar com o Taleban. Os frequentadores da igreja saíam para receber um prato de arroz que seria oferecido do lado de fora. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Paquistãoataque suicida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.