Ataque suicida em Cabul faz pelo menos 15 mortos

Um suposto terrorista suicida detonou umacarga explosiva contra a sede do Ministério do Interior, no centro de Cabul, capital do Afeganistão, causando a morte de pelo menos 15 pessoas e deixando 42 feridos, disseram fontes policiais. O presidente afegão, Hamid Karzai, confirmou o número de mortos no atentado deste sábado.Ali Shah Paktiyawal, chefe do Departamento de Investigação Criminal da Polícia de Cabul, afirmou que o homem tentou entrar no prédio do Ministério no início da manhã deste sábado, mas ao ser impedido, detonou os explosivos.Segundo ele, a explosão atingiu vários policiais. O atentado aconteceu quando muitas pessoas se dirigiam aos seus locais de trabalho, nos edifícios próximos ou no próprio Ministério do Interior.Pouco depois do ataque, a polícia isolou a área e ambulâncias chegaram imediatamente para socorrer as vítimas.A explosão deste sábado é considerada o primeiro grande ataque em Cabul depois do atentado do último dia 8 de setembro, o maio registrado na capital afegã desde a queda do regime Taleban.Na ocasião, um carro bomba explodiu ao lado de um veículo militar de um comboio dos Estados Unidos, próximo da embaixada americana na cidade. O ataque deixou 16 civis afegãos e dois soldados americanos mortos.A maioria dos atentados registrados na capital afegã foram feitos na estrada que liga a cidade até Jalalabad, região leste do país. Mesmo com os ataques, atualmente Cabul é considerada uma das regiões mais seguras do Iraque.O presidente afegão, Hamid Karzai, que confirmou o número de mortos no atentado deste sábado, afirmou em uma coletiva de imprensa que "não funcionou" o acordo firmado com o presidente paquistanês, general Pervez Musharraf.Esta matéria foi atualizada às 10h40 para acréscimo de informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.