Ataque suicida em funeral mata 45

Um ataque suicida deixou 45 mortos ontem no Iêmen, no atentado com maior número de vítimas desde que o governo declarou vitória, em junho, sobre os terroristas que controlavam partes do país, em ação que teve participação do Exército americano. O ataque de um homem-bomba ocorreu em um funeral que concentrava membros de uma milícia que ajudara o governo iemenita a recuperar a cidade de Jaar do controle da Al-Qaeda. O grupo islâmico Ansar al-Sharia reivindicou a autoria do atentado. Os EUA consideram o braço iemenita da Al-Qaeda o mais perigoso da rede.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.