Ataque suicida lançado por escolar mata ao menos 20 no Paquistão

Um garoto usando uniforme escolar desfechou nesta quinta-feira um ataque suicida contra um centro de recrutamento militar em Maidan, noroeste do Paquistão, causando a morte de 20 cadetes.

REUTERS

10 de fevereiro de 2011 | 08h01

Pelo menos outros 20 ficaram feridos.

O atentado contraria a afirmação do governo paquistanês, de que as ações repressivas do Exército enfraqueceram os militantes, pois indica que os grupos armados da região estão se reorganizando após um período de calmaria.

Nos últimos meses, os atentados no país vinham sendo, na maior parte, de fundo sectário, e não tinham como alvo os militares.

"O homem atacou os recrutas quando estavam ocupados num treinamento esta manhã", disse uma autoridade militar à Reuters.

O Exército do Paquistão vem realizando uma série de ofensivas contra insurgentes do Taliban ligados à rede Al Qaeda, mas as operações em áreas tribais, onde o Estado não consegue impor a lei, mas não vêm conseguindo deter a determinação dos militantes de desestabilizar o governo, apoiado pelos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOATENTADOADOLESCENTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.