Ataque suicida mata 15 pessoas no Paquistão

Um suicida atacou a residência de um parlamentar no leste do Paquistão hoje matando pelo menos 15 pessoas e ferindo mais de 50, segundo funcionários e uma testemunha. O ataque na província do Punjab é o último de uma série contra o governo, militares e ocidentais no país, um importante aliado dos Estados Unidos na guerra ao terror. O agressor entrou na propriedade do parlamentar Rasheed Akbar Niwani, que pertence ao principal partido que faz oposição ao governo federal. O policial Khan Baig confirmou o número de vítimas. Niwani sobreviveu ao ataque."Tudo tornou-se negro aqui", descreveu Mohammad Ashraf, por telefone. "Eu estou vendo pedaços de corpos por todo lado. Há muitas cabeças no chão e sangue em toda parte", disse a testemunha. A província mais populosa e próspera do país, o Punjab é foco de violência de militantes que atacam no noroeste do país. No noroeste, região fronteiriça com o Afeganistão, o Taleban e a Al-Qaeda têm bases.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.