Ataque suicida mata 23 em funeral no Paquistão

Um ataque suicida no funeral de um policial no Paquistão matou 23 pessoas nesta quinta-feira. O policial Mohammed Aslam disse que ataque ocorrido em Quetta, capital da província do Baluchistão, também feriu mais de 60 pessoas.

AE, Agência Estado

08 de agosto de 2013 | 16h38

Segundo o chefe de polícia da região, Mir Zubair Mehmood, a cerimônia estava sendo realizada para um policial que foi morto a tiros no início do dia na cidade. Mehmood alega que o homem-bomba detonou seus explosivos pouco antes do funeral começar. Um dos mortos era o chefe de operações policiais no Baluchistão, Fayaz Sumbal.

Ninguém assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas a suspeita provavelmente cairá sobre militantes islâmicos na província, que muitas vezes realizam ataques suicidas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
paquistãoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.