Ataque suicida mata 8 na zona de segurança da capital do Iraque

Carro cheio de explosivos atingiu os portões da zona verde de Bagdá, onde estão as embaixadas ocidentais

AP,

17 de setembro de 2012 | 09h36

BAGDÁ - Um carro cheio de explosivos atingiu os portões da zona verde de Bagdá, nesta segunda-feira,17, matando oito pessoas,entre elas três agentes de segurança.

O ataque suicida a uma das entradas da zona verde de Bagdá, área que abriga a embaixada dos Estados Unidos e outras representações diplomáticas, também deixou 31 pessoas feridas.

 

Segundo um funcionário do hospital, oito agentes de segurança estão entre os feridos.

 

O deputado Habib al-Turfi e dois de seus guarda-costas foram feridas na explosão,

disse Hameed Maala, um porta-voz do Conselho Supremo Islâmico Iraquiano, o bloco do parlamentar ferido.

 

O atentado ocorreu durante a hora do rush da manhã, perto da ponte sobre o

Rio Tigre que liga o distrito de Karradah a Zona Verde, onde estão a maioria dos

escritórios do governo, do parlamento e várias embaixadas e missões estrangeiras.

 

 

Insurgentes

A violência tem diminuiu significativamente, mas insurgentes continuam a executar bombardeios e ataques por todo o país.

 

Há algumas semanas, os insurgentes lançaram uma série de ataques por todo o

Iraque, num dos dias com o maior índice de mortes do país,92 pessoas morreram nos ataques.

 

A Al-Qaeda no Iraque reivindicou a responsabilidade pelos ataques, e prometeu 'dias negros pela frente.'

 
Tudo o que sabemos sobre:
Bagdá, Iraque, ataque suicida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.