Ataque suicida mata ao menos 21 no Afeganistão

Pelo menos 21 civis morreram e outros 13 ficaram feridos em um atentado suicida ocorrido nesta quinta-feira em Kandahar, sul do Afeganistão, confirmaram fontes oficiais. Segundo Dawoud Ahmadi, porta-voz do Governo de Kandahar, o atentado aconteceu no começo da tarde em um mercado local. O suicida, um homem que estava dirigindo um carro, conduziu o veículo em direção ao mercado. Militares mortos e feridos durante a semanaNesta quinta-feira um soldado das forças da OTAN foi morto depois de uma bomba ter explodido perto de estrada onde ele estava. Esta é a quarta morte desde que as forças da OTAN tomaram o comando do sul do Afeganistão, nesta semana. Os policiais enviados pela organização já mataram 10 suspeitos de fazerem parte das milícias do Taleban, segundo oficiais. A explosão na margem da estrada da província de Kandahar também feriu um soldado, segundo as forças da OTAN. Os dois soldados feridos foram enviados de helicóptero para tratamento em uma base aérea local, onde um deles morreu.A OTAN não divulgou a nacionalidade dos soldados atingidos, mas a maior parte dos que estão em Kandahar são canadenses.Na última segunda-feira, três soldados britânicos morreram em uma emboscada feita por milicianos ao redor da província de Helmand, apenas um dia depois da OTAN ter tomado a liderança das forças de segurança no sul do país. Antes as forças eram lideradas pela coalizão dos EUA, instalada há aproximadamente cinco anos atrás para barrar o regime Taleban liderado por Osama bin Laden.Policias que estão atuando com as forças aéreas da OTAN mataram 10 soldados do Taleban na província de Helmand na última quarta-feira. Eles estão empenhados em recuperar os corpos do campo de batalha, segundo o chefe da polícia local, Ghulam Rasool. Os combates aconteceram em montanhas próximas a aldeia de Thakhatul, distrito de Garmser. Rasool foi transferido ao distrito e ofereceu um contingente de 200 policias para lutar contra o Taleban depois que insurgentes tomaram o poder local no último mês.Na última terça-feira, combates em Garmser deixaram outros 18 talebans e um policial mortos, segundo Rasool. Enquanto isso, no sudeste da província de Zabul, 12 soldados rodoviários abandonaram seus postos de controle durante a noite, segundo Yousef Stanezai, porta-voz do Ministério do Interior.Stanezai afirmou que os homens abandonaram seus postos enquanto a polícia pretendia detê-los por extorquirem dinheiro de motoristas e seqüestrarem um caminhão de combustível.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.