Ataque suicida mata ao menos 50 em cidade natal de Saddam Hussein

Homem bomba detonou explosivos em centro de recrutamento policial em Tikrit; cidade é reduto da insurgência sunita.

BBC Brasil, BBC

18 de janeiro de 2011 | 09h48

Um ataque suicida matou pelo menos 50 pessoas na cidade iraquiana de Tikrit nesta terça-feira.

A explosão deixou mais de cem feridos. O ataque ocorreu em um centro de recrutamento policial na cidade.

Tikrit é a cidade natal do ex-líder Saddam Hussein e considerada um dos redutos da insurgência sunita no Iraque.

O homem-bomba estava infiltrado entre cerca de cem voluntários que aguardavam para ser entrevistados.

O ataque matou mais pessoas do que um único homem-bomba, à pé, costuma matar. Acredita-se que ele carregava mais de 50 quilos de explosivos.

Violência sectária

A violência sectária no Iraque, iniciada com a invasão liderada pelos EUA em 2003, diminuiu bastante nos últimos anos, após alcançar seu auge nos anos de 2006 e 2007.

Mesmo assim, ataques suicidas letais permanecem relativamente comuns.

Insurgentes aumentaram seus ataques contra a polícia iraquiana desde que as forças americanas encerraram suas operações de combate, em agosto, antes de se retirar completamente do país em 2011.

O ataque desta terça-feira é o mais violento desde que o premiê Nouri al-Maliki conquistou apoio para formar um novo governo, em dezembro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.