Ataque suicida mata seis pessoas no Paquistão

Um suicida bateu seu carro cheio deexplosivos contra um posto policial neste domingo no instávelvale Swat, no Paquistão, matando seis pessoas, entre elas duascrianças e um policial, informou o Exército. O ataque, ocorrido perto da principal cidade de Swat,Mingora, aconteceu um dia depois de o Exército anunciar quehavia tirado do vale a maioria dos militantes liderados por umclérigo radical. Os insurgentes desse grupo enfrentaram as tropaspaquistanesas durante semanas na região. O autor do ataque conduziu seu carro desde Matta, umacidade conhecida por ser um lugar seguro para militantes. "Duas crianças, três civis e um policial morreram. Outropolicial ficou ferido", disse Amjad Iqbal, porta-voz doExército no vale Swat. Ele acrescentou que a cabeça do suicida foi encontrada nolugar da explosão. Em outro incidente, residentes disseram ter encontrado trêscorpos decapitados perto da cidade de Matta. O major general Nasser Janjua afirmou no sábado em Mingoraque suas tropas haviam contabilizado a morte de 290 militantes,que, segundo ele, recebiam apoio do Taliban e da Al Qaeda. Outros 143 militantes foram presos numa ofensiva queenvolveu 200.000 soldados, disse Janjua, acrescentando que seisde seus homens foram mortos. (Com reportagem de Zeeshan Haider)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.