Ataque suicida no Paquistão deixa 35 mortos

Um ataque de homens-bomba a um posto militar no norte do Paquistão deixou 35 mortos neste sábado. Morreram 13 soldados e 10 civis, além de 12 dos agressores. De acordo com autoridades, o atentado foi reivindicado pelo grupo Taleban.

AE, Agência Estado

02 de fevereiro de 2013 | 17h30

O ataque ocorreu a cerca de 240 quilômetros ao sul da cidade de Peshawar, capital da província de Khyber-Pakhtunkhwa. Além do posto militar, administrado pelo exército paquistanês, quatro residências também foram atingidas. Entre os civis mortos, que moravam nas casas, estavam três mulheres e três crianças, segundo o governo.

Ehsanullah Ehsan, porta-voz do Taleban, afirmou que o grupo usou quatro homens-bomba. "Nós atacamos para vingar a morte de dois dos nossos amigos em um ataque recente", informou. Ehsan também disse que o atentado é resposta à cooperação militar entre Estados Unidos e Paquistão.

O ataque de hoje ocorreu um dia depois de um atentado suicida, também assumido pelo Taleban, que deixou 30 mortos numa mesquita xiita no noroeste do país. As informações são da Dow Jones e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãotalebanataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.