Ataque suicida no Paquistão deixa 7 mortos e 26 feridos

O atentado, para o qual o terrorista usou cerca de 250 quilos de explosivos, destruiu a delegacia e também causou danos em uma escola privada próxima

EFE

18 de abril de 2010 | 04h26

Pelo menos sete pessoas morreram e outras 26 ficaram feridas neste domingo no segundo ataque suicida registrado em dois dias no distrito de Kohat, no noroeste do Paquistão, informou uma fonte da Polícia a diferentes meios de imprensa.

 

"Sete pessoas morreram e 26 ficaram feridas neste ataque suicida. É uma reação às operações militares nas áreas tribais", disse chefe da Polícia do distrito, Abdullah Khan.

 

O atentado, para o qual o terrorista usou cerca de 250 quilos de explosivos, destruiu a delegacia e também causou danos em uma escola privada próxima.

 

Este é o segundo atentado suicida registrado em dois dias no distrito de Kohat, situado na conflituosa Província da Fronteira Noroeste (NWFP).

 

No sábado, pelo menos 41 pessoas morreram e outras 45 ficaram feridas em um duplo ataque também suicida, registrado em um ponto de registro e ajuda humanitária para os deslocados pelos combates que o Exército e os talibãs livram em áreas próximas.

 

No distrito de Kohat e outros próximos buscaram refúgio nas últimas semanas mais de 210 mil civis que fogem dos combates entre as forças de segurança e os insurgentes nas vizinhas regiões tribais de Orakzai e Kurram.

 

As forças de segurança paquistanesas estão atualmente envolvidas em operações em vários pontos do noroeste e em quase todas as demarcações que formam o cinturão tribal, um território instável que nunca esteve sob completo domínio do Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.