Yusuf Warsame/EFE
Yusuf Warsame/EFE

Ataque terrorista em restaurante na Somália deixa ao menos 25 mortos

Local já tinha sido alvo de atentado no ano passado; grupo jihadista Al-Shabab reivindicou a autoria da ação, segundo a imprensa somali

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de março de 2021 | 19h19
Atualizado 05 de março de 2021 | 19h56

MOGADÍSCIO - Ao menos 25 pessoas morreram e 30 ficaram feridas na noite desta sexta-feira, 5, em um ataque suicida com carro-bomba contra um restaurante em Mogadíscio, capital da Somália. O grupo jihadista Al-Shabab reivindicou a autoria da ação, segundo a imprensa somali.

A explosão atingiu o popular restaurante Lul Yemeni, que fica próximo do porto da cidade. Ela ocorreu na hora do jantar, quando o restaurante estava cheio. 

Um prédio vizinho também desabou por causa do ataque, segundo o policial Abshir Nur, que estava na região do atentado e contou o que viu à agência de notícias EFE

O serviço de ambulâncias Aamin, citado pela imprensa local, havia relatado mais cedo que pelo menos 20 pessoas tinham morrido e outras 30 pessoas haviam ficado feridas no ataque.

O mesmo restaurante tinha sido alvo de outro atentado suicida em agosto do ano passado, no qual duas pessoas morreram e uma terceira ficou ferida.

A segurança em Mogadíscio foi especialmente reforçada, com milhares de forças do governo posicionadas em antecipação a uma manifestação planejada para o sábado - por uma aliança de líderes da oposição - contra o atraso nas eleições nacionais do país. A manifestação foi adiada.

A capital frequentemente sofre ataques do Al-Shabab, que é afiliado à rede terrorista Al-Qaeda desde 2012 e tenta estabelecer no país um estado islâmico ultraconservador. 

O Al-Shabab lidera há anos uma rebelião para derrubar o frágil governo somali, apoiado pela comunidade internacional. Eles foram expulsos de Mogadíscio em 2011 pela força da União Africana (UA), mas seguem controlando amplas áreas rurais do centro e do sul da Somália, um país tomado pelo caos desde 1991./EFE, AP e AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Somália [África]bombaterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.