AFP PHOTO / ILYAS AKENGIN
AFP PHOTO / ILYAS AKENGIN

Ataque turco mata 55 militantes do Estado Islâmico na Síria

Ao mesmo tempo, aeronaves de guerra turcas dispararam contra posições do Partido dos Trabalhadores do Curdistão, conhecido como PKK, no norte do Iraque, atingindo abrigos de rebeldes e depósitos de munição

Estadão Conteúdo

08 Maio 2016 | 11h38

A artilharia turca atirou contra membros do grupo Estado Islâmico na fronteira com a Síria, matando 55 militantes e destruindo três lançadores de foguetes e três veículos. A informação foi reportada pela agência de notícias estatal Anadolu neste domingo.

Ao mesmo tempo, aeronaves de guerra turcas dispararam contra posições do Partido dos Trabalhadores do Curdistão, conhecido como PKK, no norte do Iraque, atingindo abrigos de rebeldes e depósitos de munição, segundo a agência. As regiões alvo incluíram a montanha de Qandil, onde fica o centro de comando do PKK.

Os ataques militares turcos ocorrem no momento em que o país é alvo de uma dupla dose de ameaças por parte do PKK e do Estado Islâmico. Seis atentados suicidas já ocorreram na Turquia desde julho, deixando 200 mortos.

O Estado Islâmico tem disparado foguetes quase diariamente da Síria em direção à fronteira com a Turquia, matando 21 pessoas e ferindo 70 desde meados de janeiro. Os militares turcos tem retaliado esses ataques. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.