Ataques a bomba matam 12 e ferem 42 na Argélia

Dois atentados a bomba no norte da Argélia mataram ontem 12 pessoas e feriram outras 42. Os ataques ocorreram um dia após um suicida lançar um carro-bomba contra uma academia de polícia, deixando 48 mortos e 45 feridos. Nenhum grupo assumiu a autoria dos ataques, mas a Argélia tem sido alvo de vários atentados lançados por um grupo radical que se denomina Al-Qaeda no Magreb Islâmico.Um dos ataques de ontem ocorreu às 6 horas locais (2 horas em Brasília) na localidade de Bouira, 90 quilômetros a sudeste da capital, Argel, na região da Cabilia. A empresa canadense de engenharia e construção SNC-Lavalin Group disse que 12 de seus empregados argelinos morreram quando o ônibus que os transportava foi atingido por uma explosão. "O ônibus foi destruído", disse uma testemunha. "Havia poças de sangue, pedaços de roupas e telefones celulares ainda tocando."Segundo o Ministério do Interior, a explosão no ônibus ocorreu 15 minutos após um suicida lançar um carro-bomba contra um quartel do Exército, também em Bouira, deixando sete militares feridos. A frente do prédio foi totalmente destruída pela explosão, que também causou danos nos veículos que estavam no local. "A explosão pulverizou o corpo do suicida. Havia pedaços espalhados a vários metros de distância", disse Halim Osbani, que vive perto do quartel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.