Ataques a cinco igrejas no Iraque matam pelo menos dois

Uma série de ataques coordenados atingiram cinco igrejas em Bagdá e em Mosul neste domingo matando pelo menos duas pessoas e ferindo 38. São os primeiros ataques a igrejas católicas no Iraque. Duas das explosões ocorreram com diferenças de poucos minutos em duas igrejas de Bagdá, em um bairro povoado por cristãos, durante a missa da tarde. Outras duas explosões se seguiram na capital logo depois. E, Mosul, um carro-bomba e uma granada atingiram uma igreja quase no mesmo tempo.Muitos cristãos iraquianos têm ficado mais preocupados com o levante dos fundamentalistas islâmicos e alguns chegaram a deixar o país até que a segurança no Iraque se estabilize. "O que os muçulmanos estão fazendo? Isto significa que eles querem que agente saia?", perguntou o diácono Brother Louis, chorando, em frente à Igreja Católica Assíria. "Estas pessoas que cometeram estes atos criminosos nada têm a ver com Deus. Elas irão para o inferno."Militares dos EUA que servem no bairro de Karada, em Bagdá, onde vive a maioria dos cristãos, encontraram outra bomba em frente a uma terceira igreja que não explodiu. Três explosões em Bagdá mataram pelo menos uma pessoa e deixaram 27 feridas. Os ataques em Mosul mataram também uma pessoa e deixaram outras 11 feridas. O ataque em Mosul ocorreu quando os fiéis estavam deixando a igreja. O porta-voz do Ministério do Interior iraquiano informou que no total quatro igrejas foram atingidas em Bagdá. Duas o bairro de Karada, uma em Dora e outra em Nova New Bagdá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.