Ataques a estudantes mulheres aumentam no mundo, diz ONU

Segundo a entidade, cerca de 70 países já tiveram casos de ataques e abusos feitos a meninas nos últimos cinco anos

O Estado de S. Paulo

09 de fevereiro de 2015 | 17h33

O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (Acnur), sediado em Genebra, divulgou relatório nesta segunda-feira, 9, afirmando que as ameaças e ataques direcionados alunas em idade escolar estão aumentando no mundo.

Segundo a entidade, cerca de 70 países já tiveram casos de ataques e abusos feitos a meninas nos últimos cinco anos. Embora algum progresso tenha sido detectado, continua o relatório, "ataques contra garotas que vão à escola persistem e em mesmo aumentando em alguns países."

O documento cita as cerca de 300 estudantes que foram abduzidas na Nigéria no ano passado, além do atentado a tiros contra a ativista paquistanesa Malala Yousafzai, em 2012.

Ainda segundo o relatório, apenas em 2012 foram mais de 3.600 ataques a escolas, professores e estudantes. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
ONUmeninasataques

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.