Ataques aéreos matam 15 pessoas na Líbia

Dois ataques aéreos, que tinham como alvo posições da milícia islâmica em Trípoli, capital da Líbia, mataram 15 combatentes e feriram outros 30, neste sábado, afirmaram um líder e um porta-voz da milícia Mohammed al-Gharyani.

Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2014 | 10h05

Segundo o líder, as aeronaves atacaram o Ministério do Interior e várias posições da milícia, incendiando um armazém. Ele afirmou que dois filhos do chefe do conselho militar das milícias Misrata, Ibrahim Bin Rajab, estavam entre os feridos.

Al-Gharyani disse que mais de 30 combatentes ficaram feridos nos ataques, mas que a milícia não abandonou suas posições, incluindo o Ministério do Interior, as sedes do exército e da polícia militar. Segundo ele, os combatentes da milícia em outras regiões e cidades estavam se unindo às forças Misrata e "nossa resposta será severa".

A Líbia está testemunhando sua pior onda de violência desde que Muammar Kadafi foi

deposto em 2011. Muitas das brigadas rebeldes que ajudaram a derrubar o

ditador se tornaram milícias poderosas e fortemente armadas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.