Ataques ameaçam trégua no Oriente Médio

O instável cessar-fogo no Oriente Médio parece à beira do colapso depois dos incidentes desta segunda-feira, quando um israelense foi morto a tiros à queima-roupa, dois carros-bomba explodiram simultaneamente numa cidade do centro de Israel e soldados israelenses feriram gravemente a tiros um motorista de táxi palestino.Os ataques contra alvos israelenses foram aparentemente uma retaliação ao assassinato de cinco militantes palestinos no domingo. A violência dos dois últimos dias foi a maior desde que o cessar-fogo foi declarado em 13 de junho.Israelenses, palestinos e o enviado da ONU para o Oriente Médio, o norueguês Terje Larsen, fizeram sombrias declarações e advertiram que a violência diária está minando rapidamente uma trégua que na verdade nunca vigorou plenamente."Os eventos dos últimos dois dias mostram quão frágil é o cessar-fogo, e todas as indicações agora são de que ele não irá prosperar", disse Larsen depois de sair de um encontro com o líder palestino Yasser Arafat na Faixa de Gaza. "Agora é incrivelmente importante que todas as partes envolvidas recuem."Com a tensão aumentando e os dois lados trocando acusações, israelenses e palestinos parecem estar se preparando para novos confrontos. "Que cessar-fogo?", retrucou o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, quando perguntado sobre a trégua. "Ainda não houve um dia de calma."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.