Ataques com bombas matam 11 no Afeganistão

Duas explosões separadas de bombas mataram 11 pessoas no leste do Afeganistão neste sábado, informaram autoridades, nos mais recentes ataques perto da fronteira com o Paquistão. Também no país um soldado da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) foi morto em um "incidente hostil" no sul, segundo a aliança militar.

AE-AP, Agencia Estado

21 de março de 2009 | 09h48

Um carro-bomba com um suicida dentro explodiu perto de um posto policial no distrito de Chaparhar, na província de Nangarhar, onde autoridades faziam busca em veículos, matando seis pessoas, sendo cinco civis e um policial, disse o porta-voz da polícia Gafor Khan. A explosão também feriu quatro civis e um policial.

Ao sul de Nangarhar, na província Khost, uma bomba matou cinco pessoas perto de um local sagrado, enquanto as pessoas celebravam o Ano Novo Pérsico, disse o porta-voz da polícia Wazir Pacha. A explosão também feriu cinco pessoas.

O grupo militante Taleban pratica uma versão extrema do islamismo e desencorajava as pessoas a celebrarem o Ano Novo Pérsico, conhecido como Nowruz, quando eles controlavam o Afeganistão. Muitos membros do grupo e militantes da Al-Qaeda buscaram refúgio no Paquistão depois da invasão liderada pelos EUA em 2001 e vêm, desde então, realizando ataques na fronteira. A morte do soldado da Otan aconteceu ontem, mesmo dia em que quatro soldados canadenses servindo a força liderada pelo Otan foram mortos em duas explosões separadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoataques

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.