REUTERS/Wissm al-Okili
REUTERS/Wissm al-Okili

Ataques com bombas em Bagdá deixam ao menos 20 mortos e mais de 50 feridos

Veículos carregados com explosivos explodiram em bairros de maioria xiita e sunita. Um dos atentados aconteceu próximo a um mercado popular

O Estado de S. Paulo

30 Maio 2016 | 08h33

BAGDÁ - Pelo menos 20 pessoas morreram nesta segunda-feira, 30, e cerca de 50 ficaram feridas em dois ataques com veículos carregados com explosivos em bairros de maioria xiita de Bagdá, informou uma fonte da polícia local.

Ao menos 12 pessoas morreram e outras 22 ficaram feridas pela explosão de um carro-bomba estacionado perto do mercado Shalal, no bairro de população xiita de Al Shaab, no nordeste da cidade. A explosão causou grande destruição em várias lojas do mercado popular.

Três pessoas morreram e nove sofreram ferimentos após a detonação de uma moto carregada com explosivos perto de uma loja no grande distrito de maioria xiita de Cidade de Sadr, no leste de Bagdá.

A mesma fonte de segurança informou que um terrorista suicida que conduzia um carro-bomba atacou o complexo governamental da cidade sunita de Al Tarmiya, a cerca de 40 quilômetros ao norte da capital. Oito pessoas morreram e 21 ficaram feridas no ataque. /EFE e Reuters

Mais conteúdo sobre:
ataquesIraquebombas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.